Descubra 5 sintomas de toxinas no seu corpo e como eliminá-las

por Juliana Pellizzaro | 20 abr de 2017 | em Chlorella

Este conteúdo foi revisado pela nutricionista Fernanda Bortolon. Nutricionista Oncológica na Clínica Nutrissoma em Porto Alegre.


A maioria dos alimentos passa por uma longa jornada até chegar ao nosso prato, e dentre esses caminhos, nem todos são benéficos à saúde. Muitas culturas podem ser tratadas com diversos agrotóxicos, ser fruto de um alimento geneticamente modificado ou ainda conter altos níveis de metais pesados. Pode parecer bobagem, mas com o tempo o acúmulo dessas toxinas em nosso organismo pode gerar algumas complicações e exigir um processo de recuperação detox.

Problemas como disfunção sexual, cansaço, falta de concentração e dor de cabeça são apenas alguns dos distúrbios que podem aparecer. Pensando nisso, separamos aqui 5 sintomas decorrentes das toxinas no seu corpo e 5 dicas de como eliminá-las.

Portanto, se você quer mais saúde, não deixe de ler!

Quais são os principais sintomas de intoxicação do corpo?

1. Fadiga constante

Se mesmo dormindo bem você luta para passar o dia, isso pode ser um sinal dtoxinas : fadigae que seu corpo está trabalhando demais para se livrar de todas as toxinas que você está ingerindo. Se sua resposta para a pergunta “como você lida com o cansaço?” é “bebendo café e comendo alguns doces”, você pode apostar que o problema é bem maior.

Além de tudo dito anteriormente, essa fadiga constante pode ser também uma resposta frente às alterações hormonais e queda do sistema imunológico resultante da má alimentação.

2. Estranho ganho de peso

Nem sempre é fácil perder peso, não é mesmo? Mas se você está se exercitando diariamente e cortando calorias aqui e ali e, ainda assim, está ganhando peso, cuidado! Isso pode ser um sintoma de problema hormonal decorrente de alguma toxina.

Nossa função hormonal natural pode ser muito afetada pelas toxinas em nossos alimentos, levando a um estranho ganho de peso. Logo, para reverter o problema, você precisa de uma desintoxicação completa na sua dieta e uma rotina de cuidados pessoais mais cautelosa.

3. Mau hálito

O mau hálito é uma das piores coisas que podem acontecer, uma vez que está relacionado diretamente ao convívio social.

Se você escova os dentes criteriosamente, usa o fio dental, faz uso de enxaguantes bucais e, ainda assim, tem mau hálito, você pode estar com problemas hepáticos.

O mau hálito está, muitas vezes, relacionado a problemas digestivos, mas também pode significar que seu fígado está lutando para se livrar das toxinas. Isso exige, portanto, medidas imediatas!

4. Constipação

Os intestinos ajudam na remoção de muitas toxinas todos os dias de nossas vidas. Porém, quando estamos constipados, armazenamos todas elas e permitimos que elas afetem negativamente nosso organismo.

Além do desconforto constante, a constipação pode gerar dores musculares, de cabeça, de estômago e cansaço. E, por mais surpreendente que possa parecer, se você está consumindo grande quantidade de alimentos processados ​​e cheios de produtos químicos, você está contribuindo diretamente para tal.

5. Reações cutâneas

Muitos pensam que problemas de pele não têm nada a ver com alimentação. Porém, acnes, erupções cutâneas, reações alérgicas e outras condições relacionadas a esse maior órgão podem sinalizar uma sobrecarga tóxica.

Acnes, olhos inchados, áreas avermelhadas com coceira e pequenas rachaduras, surtos de psoríase e semelhantes podem ser todos sinais de que você acabou de atingir seu limite tóxico e deve modificar alguns hábitos a fim de restituir sua saúde.

Como eliminar as toxinas do organismo?

Sem pensar, estamos expostos a toxinas na nossa comida, água e ar todos os dias. E, por mais que nosso corpo possua um sistema de desintoxicação eficiente, se continuarmos com esse consumo frequente e nocivo, ele não dará conta do recado.

Abaixo listamos algumas dicas simples que podem ajudar no processo de eliminação dessas toxinas e dar um “up” na sua saúde e qualidade de vida.

1. Minimize sua exposição ao mercúrio

Os peixes são uma adição nutritiva em qualquer dieta, no entanto, certos tipos contêm níveis mais elevados de mercúrio e devem ter seu consumo limitado. São geralmente as espécies maiores e de vida mais longa, que estão no topo da cadeia alimentar, como o peixe-espada e peixe-gato. Portanto, diversifique-os nas refeições.

2. Evite cozinhar e armazenar os alimentos em recipientes plásticos

Armazenar os alimentos em recipientes plásticos feitos de BPA (bisfenol A), seja pequenos potes, utensílios de micro-ondas, mamadeiras, garrafas de água, etc., pode aumentar o risco de certos tipos de câncer, distúrbios hormonais e reprodutivos. Opte sempre pelos de vidro.

3. Fique longe de produtos que contenham adoçantes artificiais

Os adoçantes artificiais estão escondidos na maioria dos produtos sem açúcar, incluindo refrigerantes, iogurtes, chicletes, cereais, bolos, biscoitos e até sorvetes. O grande problema deles é que são prejudiciais à saúde e geram grandes problemas. Procure por adoçantes naturais como o stevia e o xilitol.

4. Coma produtos orgânicos

Tente sempre comer produtos orgânicos ou, se você só consegue toxinas : alimentos orgânicoscomprar alguns deles na sua rotina, escolha aqueles que se não fossem orgânicos teriam mais resíduos de agrotóxicos, tais como berries (mirtilos, amoras, framboesas), uvas, pêssegos, morangos, cerejas, maçãs, aipo, pepinos, cenouras e tomates. Uma boa dica é procurar esses alimentos direto com o produtor. Além de ter uma comida muito mais saudável, você incentiva o trabalho local.

5. Invista nos superalimentos

Os superalimentos são alimentos altamente nutritivos e que possuem propriedades impressionantes na promoção da saúde. Estes alimentos ajudam removendo as toxinas, auxiliando o fígado, diminuindo o envelhecimento precoce e ainda contribuindo para a conquista de um corpo bonito e escultural. Uma boa dica são as microalgas!

Você que se achava saudável, mas não se sentia com energia e vivo; se esforçava para realizar as tarefas do dia e se sentia muito irritado grande parte do tempo; convivia com dores de cabeça e estômago frequentes sem entender o porquê; bom, agora você já sabe a resposta: isso pode ser resultado das diversas toxinas no corpo!

Esperamos que este artigo tenha lhe mostrado o quão prejudicial pode ser uma dieta pobre e desequilibrada e te motivado a mudar hábitos ruins e adotar um estilo de vida muito mais saudável. Se você quiser saber mais sobre como eliminar essas toxinas por meio de alimentos poderosos, baixe o nosso e-book gratuito com 34 alimentos detox!

Para acessar o e-book basta clicar aqui.

Gostou?

Para você que leu até aqui, deixamos um presente especial, um cupom de 15% de desconto na Chlorella e nos outros superalimentos no site da Ocean Drop!

Basta clicar neste link para acessar o site e aplicar o cupom “superblog” no checkout para economizar na compra.

Outras dicas estão nas redes sociais da Ocean Drop no Facebook e Instagram, é só acessar e seguir para descobrir mais novidades sobre estes superalimentos!

Facebook Comentários
Juliana Pellizzaro

Juliana Pellizzaro

Diretora Operacional em Ocean Drop
Oceanógrafa pela Universidade do Vale do Itajaí. Desenvolveu pesquisas com órgãos ambientais e universidades, desde 2012 desenvolve pesquisas com microalgas e atualmente é responsável pelas atividades operacionais da Ocean Drop.
Além da ciência é apaixonada pela natureza e a prática de atividades físicas. Passa seu tempo livre com a família e amigos, curtindo a praia e praticando atividades físicas.
Juliana Pellizzaro

Últimos posts por Juliana Pellizzaro (exibir todos)

Curta a Ocean Drop no Facebook!


Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial