Conheça os 9 alimentos anti-inflamatórios mais poderosos da natureza!

por Priscila Berté | 23 maio de 2019 | em Nutrição


Você sabe porque os alimentos antiinflamatórios devem fazer parte do cotidiano da maioria das pessoas?

A alimentação ocidental é considerada pró-inflamatória, justamente pela composição da maioria dos alimentos disponibilizados pela indústria e pela frequência e quantidade consumida.

Qual a importância dos alimentos antiinflamatórios?

A inflamação ou processo inflamatório é uma reação do organismo a uma infecção ou lesão dos tecidos ou órgãos.

Processos inflamatórios são sintomas de um enorme número de doenças. No caso daquelas consideradas antes como degenerativas ou próprias do envelhecimento, a inflamação veio a se tornar a mais importante explicação para seu surgimento.

A importância dos alimentos antiinflamatórios é justamente minimizar alguns desequilíbrios que ocorrem em nosso organismo provocados por estes processos.

Ao promover melhoras no quadro inflamatório, pode-se evitar até mesmo doenças crônicas graves, como diabetes, obesidade, problemas cardiovasculares e até o câncer!

Quais são os principais alimentos antiinflamatórios naturais?

A natureza é riquíssima em opções de alimentos para prevenir a ação das inflamações em nosso corpo. Alguns deles, inclusive, estão super presentes em sua dieta e você nem sabia! Veja e conheça mais sobre eles:

Alecrim

Segundo registros, há milhares de anos o alecrim vem sendo usado como uma erva medicinal para aliviar dores musculares, melhorar a memória, o sistema imunológico e o circulatório.

Ele é rico em antioxidantes, como o ácido rosmarínico e ácido caféico, que também têm uma ação antiinflamatória bastante efetiva.

O alecrim pode ser usado fresco, seco, em pó ou em óleo. Na prática é muito utilizado para temperar alimentos e até em algumas bebidas e chás.

Alho

alimentos anti-inflamatórios : alho

O alho é muito conhecido por três grandes benefícios: ele é antiinflamatório, antimicrobiano e antifúngico, e é muito indicado e utilizado na prevenção de doenças como a hipertensão e a diabetes.

O ideal, para obter os seus efeitos — em sua maioria da substância alicina — é consumi-lo cru, seja picado, triturado ou amassado. Quando levado a altas temperaturas o alho pode perder até 50% de suas propriedades funcionais.

Abacate

O fruto é rico em beta-sitosterol, uma substância que age como um antiinflamatório natural e tem muitos efeitos no organismo. Além disso, ele também é rico em gorduras saudáveis, que ajudam na absorção de diversas substâncias pelo corpo, como os carotenoides, que são poderosos antioxidantes.

A principal ação antiinflamatória do abacate está na vitamina E e em seu efeito no HDL, que é o colesterol bom. Esse processo ajuda a dilatar as artérias e equilibrar o funcionamento geral do organismo.

Utilize o abacate em vitaminas (batido com outra fruta por exemplo), cremes, em forma de maionese ou para preparar o famoso guacamole.

Azeite de oliva

É considerado um dos alimentos antiinflamatórios mais comuns à mesa. Ele previne inflamação de órgãos e tecidos e auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares devido à presença expressiva de polifenóis em sua composição.

Dê sempre preferência para o azeite extravirgem, e busque utilizá-lo em saladas, ao final de uma preparação quente ou em alimentos que já passaram pelo cozimento, para que não ocorra grande perda das propriedades, como no caso do alho.

Astaxantina

É um pigmento derivado da alga Haematococcus pluvialis com potente ação antioxidante e antiinflamatória no organismo. Atua principalmente nas doenças inflamatórias crônicas como artrite reumatóide e cardiovascular. A astaxantina também é considerada o antioxidante mais potente da natureza.

O salmão selvagem, lagosta, krill e camarão são as principais fontes de astaxantina, justamente por se alimentarem dessa alga, e é isso que confere a coloração rosada a esses animais.

Para se obter o efeito antiinflamatório da astaxantina no organismo seria necessário consumir no mínimo 700g de salmão selvagem em forma de alimento. Para facilitar o consumo efetivo, existe a opção da astaxantina isolada em cápsulas, mais prática para o uso, sem perder nenhum dos inúmeros benefícios que ela traz.

Caso queira saber mais sobre a Astaxantina, preparamos um post bem interessante, Astaxantina: O mais poderoso antioxidante do mundo.

Cúrcuma ou açafrão da terra

alimentos anti-inflamatórios : gengibre

As principais propriedades da cúrcuma são a sua ação antiinflamatória, antioxidante, antibacteriana e digestiva.

O principal ingrediente ativo do açafrão é a curcumina. Ela que dá ao açafrão a propriedade antiinflamatória e seu caráter preventivo em relação ao câncer. A parte mais utilizada da cúrcuma é o pó da sua raiz, para temperar comidas. As suas folhas também podem ser utilizadas na preparação de alguns chás.

Dica: Utilize no dia-a-dia o pó para temperar os alimentos, adicionar em molhos caseiros ou adicione 1 colher de chá em sucos com coloração alaranjada ou vermelha (devido a pigmentação do pó da cúrcuma).

Gengibre

O gingerol é o principal componente que faz do gengibre um dos maiores entre os alimentos antiinflamatórios, entre outros compostos com o mesmo efeito.

Muito utilizado para problemas digestivos, problemas respiratórios, gripes e resfriados, o gengibre pode ser consumido em forma de pó, raiz, pedaço e lascas, mas suas principais aplicações estão na preparação de chás e sucos.

Entre os principais benefícios do gengibre para a saúde estão o auxílio para emagrecer (por seu poder termogênico) e a prevenção das úlceras, pelo combate à bactéria H. pylori, uma das principais causadoras da doença.

Ômega-3

O Ômega-3 tem demonstrado uma variedade de efeitos benéficos em diversas doenças inflamatórias. Seu consumo reduz em até 50% o surgimento e agravamento de males cardiovasculares, que também podem ser causados por inflamações.

Outro conhecido benefício da substância é ligado ao cérebro, pois ele aumenta a quantidade de hormônios de crescimento do órgão, permitindo uma maior produção de mensageiros cerebrais e a redução de sua destruição.

Os principais alimentos fontes de ômega-3 são: atum, sardinha, salmão, arenque, as algas marinhas, as sementes de linhaça e chia. Entretanto, caso não consuma esses alimentos, o uso do ômega-3 em cápsulas é o mais indicado.

Própolis

O própolis é um material que as abelhas produzem usando a própria cera e resinas de diferentes plantas. Desde o Egito antigo, ele é utilizado como antisséptico principalmente no tratamento de feridas.

O sucesso se deve ao seu alto poder antioxidante. Além de regular o sistema imune, tem efeito antimicrobiano e ajuda a reduzir os riscos de surgimento de cânceres.

A Própolis Vermelha, comum no Nordeste, é rica em componentes antiinflamatórios.

O própolis é encontrado na forma de extrato e pode ser líquido (conta-gotas, spray) ou em cápsulas. Pode ser usado diariamente com objetivo antiinflamatório e antioxidante ou ser usado para tratar dores de garganta.

Qual a melhor maneira de consumir os alimentos antiinflamatórios no dia-a-dia?

Nem sempre é tão fácil consumir os alimentos que mencionamos aqui todos os dias, não é mesmo? A vida corrida, principalmente para quem almoça constantemente fora de casa, pode ser um fator que dificulta uma alimentação mais saudável e completa.

Por isso, é importante ter algumas saídas mais simples e eficientes:

Manteiga funcional antiinflamatória

Você vai precisar de:

  • forma de gelo;
  • azeite de oliva extra virgem;
  • ramos de alecrim ou manjericão.

Despejar o azeite de oliva nas forminhas até preencher e acrescente um raminho de alecrim ou manjericão dentro, leve ao freezer e desenforme sempre que desejar consumir.

Água aromatizada — gengibre + hortelã

alimentos anti-inflamatorios : hortelã

Corte algumas lascas de gengibre e adicione um punhado de hortelã à garrafa com a água. Leve para gelar de um dia para o outro (para absorver melhor o sabor e as propriedades dos ingredientes) e consuma ao longo do dia.

Receita antigripal e para melhora da imunidade

Você precisará de:

  • um dente de alho cru bem amassado;
  • sumo de meio limão;
  • um pedaço pequeno de gengibre ralado;
  • 10-15 gotas de extrato de própolis em gotas;
  • Meio copo de água.

Misture bem todos os ingredientes em um copo e tome antes de dormir por um dia somente (dose única).

Este formulário de contato está disponível apenas para usuários conectados.

Hábitos que ajudam a melhorar a resposta antiinflamatória do organismo a diferentes compostos

  • não fumar;
  • não exagerar nas bebidas alcoólicas;
  • não consumir alimentos em excesso de origem animal, principalmente carnes vermelhas, embutidas e processadas;
  • alimentos ultra processados e industrializados também devem ser limitados;
  • refrigerantes e bebidas açucaradas também devem ser limitados.

Se você tem hábitos como esses em excesso, esses alimentos devem fazer parte da sua rotina. Para as mulheres que sofrem com a temida celulite, eles podem melhorar o quadro, além de ajudarem a reduzir os efeitos do envelhecimento.

Uma opção prática, para sentir os benefícios dos alimentos anti inflamatórios no organismo é o consumo da astaxantina em cápsulas. Encontre esse superalimento em nosso site!

Para mais artigos sobre o tema, confira o blog da Ocean Drop!

Facebook Comentários
Priscila Berté

Priscila Berté

Nutricionista em Ocean Drop
Nutricionista formada pela Universidade do vale do Itajaí (2010), Mestre em Ciências Farmacêuticas com enfoque em plantas medicinais e compostos bioativos. Nutricionista clínica, professora e palestrante. Grande interesse com atividade e ação de compostos naturais na saúde.
Priscila Berté
Curta a Ocean Drop no Facebook!


Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial