alimentos para anemia: capa

Tem interesse em conhecer os melhores alimentos para anemia? Você já deve saber que as opções ricas em ferro são muito recomendadas, certo?! No entanto, outros nutrientes são importantes para o tratamento da condição e precisam estar presentes no cardápio.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a anemia é uma condição que se dá quando o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do ideal. Isso é resultado da carência tanto de ferro, como de outros nutrientes essenciais, independente da causa dessa deficiência.

Em geral, todos os tipos de anemia são percebidos inicialmente pela presença de alguns sintomas, que podem incluir fadiga generalizada, perda de apetite, palidez da pele e das mucosas, tontura, falta de ar, coração acelerado e dor de cabeça, por exemplo.

Ficou interessado no assunto? Então fique ligado no conteúdo e descubra quais são os tipos de anemia existentes e os nutrientes indicados para a prevenção e tratamento, além do ferro. Também veja a lista com 12 alimentos para anemia e os alimentos a serem evitados. Boa leitura!

Tipos de anemia

Existem diversos tipos de anemia. Elas se diferenciam pela associação à deficiência de algum nutriente específico, como ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas, por razões genéticas, além de outros fatores. Confira a seguir alguns dos tipos mais comuns:

  • Anemia ferropriva;
  • Anemia hemolítica;
  • Anemia falciforme;
  • Anemia aplástica e aplásica;
  • Anemia perniciosa.

Dentre essas, a anemia ferropriva é a mais recorrente entre as demais. No entanto, é extremamente importante consultar com um especialista, pois ele fará o diagnóstico correto e indicará o que deve ser feito em cada caso.

Uma dieta equilibrada em ferro, zinco, vitamina B12 e proteínas proporciona muitos benefícios à saúde, que inclui a prevenção e o tratamento para os mais diversos tipos de anemia. Abaixo você conhecerá alguns alimentos fontes desses nutrientes e outros que favorecem a absorção deles.

10 alimentos para anemia

1. Carnes vermelhas

Dois tipos de ferro são fornecidos pela alimentação: o ferro heme e o ferro não-heme. O ferro heme é melhor aproveitado pelo organismo, e um exemplo de onde está presente são as carnes vermelhas. Além disso, esses alimentos contém boas quantidades de vitamina B12 e zinco.

2. Fígados e rins

Da mesma forma que as carnes vermelhas, as vísceras de animais, também chamadas de miúdos, como fígados e rins, são fontes de vitamina B12, ferro heme e zinco. Esses três nutrientes são importantes para a prevenção e para o tratamento de anemias.

3. Ovos

Há a presença de ácido fólico nos ovos, que é importante para a boa formação de hemoglobina, substância responsável por carregar oxigênio dentro dos glóbulos vermelhos. Além disso, ferro e vitamina B12 estão na composição também.

4. Feijão preto

Esse é um alimento com grande quantidade de ferro. No entanto, o ferro do feijão preto é do tipo não-heme, que não é tão bem absorvido pelo organismo. Para otimizar sua absorção, é importante consumi-lo junto com uma fonte de vitamina C na refeição.

5. Frutas cítricas

A laranja, o abacaxi e o limão são ricos em vitamina C. Tal vitamina é capaz de potencializar a absorção de ferro pelo organismo. Por isso, é muito recomendado a ingestão de frutas cítricas junto às refeições que apresentam ferro não-heme.

6. Beterraba

A fama da beterraba como aliada para o tratamento da anemia não é de hoje. O destaque é explicado devido a presença de ferro na composição e também a boa quantidade de vitamina C que apresenta.

7. Vegetais verde escuro

Tais alimentos, como brócolis, espinafre e couve, são considerados aliados para suprir as necessidades de ferro no organismo, prevenindo e tratando a anemia, principalmente para os veganos que não consomem fontes animais.

8. Lentilhas

Existem lentilhas de diversas cores, como marrom, verde, vermelha, etc. Além de ferro, elas apresentam boas quantidades de ácido fólico. A falta de tais nutrientes podem causar anemia ferropriva e anemia perniciosa, por exemplo. 

9. Nozes e castanha-de-cajú

Como visto, as anemias são ocasionadas pela falta de alguns nutrientes no organismo, entre eles, o zinco. As nozes e a castanha de cajú são alimentos ricos no mineral e podem ser incluídas no cardápio diário para prevenção e tratamento da condição.

10. Leite e derivados

Os leites e derivados contêm vitamina B12 e vitamina A, que são capazes de potencializar a absorção de ferro. No entanto, também são fontes de cálcio e, por isso, o consumo deve receber alguns cuidados – saiba quais são no próximo tópico.

10 alimentos para anemia: infográfico

Alimentos a serem evitados na anemia

Principalmente durante o tratamento da anemia, é orientado evitar a ingestão de certos alimentos na mesma refeição. Isso porque as fonte de cálcio, como leite e derivados, por exemplo, são capazes de diminuir a absorção de ferro no intestino.

Além disso, os fitatos e taninos, devem ser evitados junto ao consumo de ferro. Eles estão presentes na composição do café, do chá preto e do chá mate e também prejudicam a absorção do mineral no intestino.

Spirulina e Chlorella

Você conhece esses dois incríveis superalimentos do mar? Eles são considerados uma alternativa prática e natural para incluir em sua alimentação afim de auxiliar no tratamento de anemias.  

A cianobactéria, Spirulina, ganhou o título de “O Melhor Alimento para o Futuro” pela OMS é considerada uma possui alto teor de ferro na composição, como indicou o estudoNutritional and toxicological aspects of Spirulina (Arthrospira)”.

Para acompanhar e otimizar a absorção do ferro de origem vegetal (não-heme), a microalga verde, Chlorella, apresenta em sua composição alto teor de vitamina C, além de outros nutrientes interessantes.

Gostou do conteúdo?

Conheça outros benefícios dos superalimentos e saiba como tomar Spirulina e Chlorella aqui!

A Ocean Drop é a única empresa no Brasil especialista em nutrição com algas e microalgas.  Nosso portfólio é exclusivo! Para conferir, entre em nosso site aqui!

Unimos a Super Spirulina e a Super Chlorella na Power Box. Você pode adquiri-la investindo apenas R$ 2,66 ao dia e ter todos os benefícios pelo período de 2 meses!

Nossos superalimentos são certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, possuem produtor reconhecido, não contém agrotóxico e nem sofrem modificação genética.

Você os encontra no formato de tablets ou cápsulas para, além de tudo, facilitarem o consumo e proporcionarem praticidade para o seu dia a dia! Incrível, né?!

Siga acompanhando o Blog da Ocean Drop para mais assuntos sobre nutrição, saúde e bem estar! Até a próxima!

Conteúdo escrito por Suelen Costa. Nutricionista graduada pela Universidade Federal de Pelotas e pós-graduanda em Nutrição Funcional.