falta-de-magnesio

A falta de magnésio pode acarretar em diversos problemas no funcionamento do corpo. Fadiga, insônia, diabetes e depressão são alguns dos sintomas que podem estar associados à deficiência do mineral.

É muito importante estar atento a eles e, claro, a sua dieta. Uma alimentação pobre em verduras, legumes e oleaginosas e rica em alimentos industrializados está diretamente ligada à carência desse nutriente.

Preste atenção aos sintomas citados neste artigo e, caso se identifique, procure um nutricionista ou um médico, pois pode ser necessário o consumo de algum suplemento para evitar a falta de magnésio!

Caso prefira, comece assistindo o nosso vídeo do YouTube para ficar por dentro do assunto: 

Importância do magnésio para o corpo

O magnésio é um dos mais importantes minerais para o nosso organismo, estando associado ao processo de síntese de proteínas, transporte de energia e equilíbrio de outros minerais, como cálcio, potássio e sódio.

Sendo assim, desempenha funções essenciais para desenvolvimento do nossos ossos, tecidos e músculos. Além disso, o magnésio atua como um regulador, ou seja, ajuda o corpo a absorver minerais que estão em falta e reduzir a absorção daqueles que já estão presentes no sangue em níveis adequados.

O magnésio ainda auxilia no funcionamento de certas enzimas e células e participa de mais de 300 reações químicas que ocorrem no organismo. Nesse sentido, o magnésio apresenta como principais benefícios:

  • equilíbrio da pressão arterial;
  • prevenção da diabetes;
  • alívio da azia e má digestão;
  • auxílio à saúde dos ossos;
  • melhora no desempenho atlético;
  • prevenção da prisão de ventre.

Problemas de saúde, como osteoporose, diabetes e fibromialgia, entre outros, também podem estar associados à falta de magnésio. 

Sintomas da falta de magnésio

A falta de magnésio é algo cada vez mais comum em grande parte dos países – e o Brasil não está fora disso. Isso se dá devido à alimentação pouco saudável que a maioria das pessoas mantém. Preste atenção aos seguintes sintomas que podem estar relacionados à falta do mineral: a seguir

  1. fadiga;
  2. insônia;
  3. constipação;
  4. dores de cabeça e enxaqueca;
  5. espasmos e cãibras;
  6. pressão alta;
  7. diabetes tipo 2;
  8. arritmia cardíaca.

1. Fadiga

O magnésio é um nutriente essencial para a produção do Trifosfato de Adenosina (ATP), que é responsável pela energia do corpo. A falta do mineral faz com que a produção de ATP fique prejudicada, deixando o corpo com menos energia, mais cansado. Diante disso, é comum sentir mais fadiga diária

2. Insônia

Um estudo clínico com idosos que receberam magnésio por 8 semanas, evidenciou aumento no tempo e eficiência de sono, assim como nos níveis de melatonina, hormônio importante para a qualidade do sono. Além disso, também foi observada a redução nos níveis de cortisol, um hormônio relacionado ao estresse.

3. Constipação

Um estudo de revisão publicado na revista Clinics in Colon and Rectal Surgery sobre os possíveis tratamentos para a constipação, retrata o importante papel do magnésio, já que ele induz o aumento do peristaltismo, melhorando então, o trânsito intestinal. 

4. Dores de cabeça e enxaqueca

Outro estudo demonstrou que o uso de magnésio por 3 meses preveniu a enxaqueca e observou que esse efeito pode estar relacionado aos mecanismos vasculares e neurogênicos.

5. Espasmos e cãibras

É comum associarmos as cãibras à falta de potássio, porém, elas também podem ser resultado de falta de magnésio. Isso porque o mineral tem um papel importante no relaxamento muscular e ajuda a manter o bom funcionamento dos músculos.

6. Pressão alta

Uma revisão sistemática de estudos clínicos sugeriu que o uso de magnésio por mais de seis meses pode melhorar a disfunção endotelial, comum em pessoas com pressão alta.

7. Diabetes  tipo 2

Em um estudo realizado na Palestina, a suplementação oral de magnésio por 3 meses em pacientes com diabetes tipo II reduziu a resistência à insulina e melhorou os indicadores de controle glicêmico.

8. Arritmia cardíaca

O magnésio ainda está envolvido no ritmo dos batimentos cardíacos, pois o mineral é capaz de controlar os batimentos e mantê-los em ritmo normal. Portanto, a falta dele pode resultar em palpitações e arritmia em algumas pessoas. Essa instabilidade é capaz de provocar até mesmo um infarto.

Causas da falta de magnésio

Uma das principais causas da falta de magnésio no organismo é devido a alimentação cheia de itens industrializados, na qual muitas pessoas acabam optando devido a correria do dia a dia.

O alto consumo de alimentos processados, açúcares e refrigerantes, e a baixa ingestão de frutas e legumes, pode levar a carência do mineral em nosso corpo.

Além disso, bebidas alcoólicas podem dificultar a obtenção da vitamina D, que está diretamente relacionada à absorção do magnésio. 

Outra causa da falta de magnésio pode ser o mau aproveitamento do mineral ao passar pelo intestino. 

Suplementos para evitar a falta de magnésio

A natureza nos oferece diversos alimentos ricos em magnésio para aumentar a presença desse nutriente em nossa alimentação. Porém, quem deseja ou precisa de um reforço adicional pode optar por suplementar.

Existe uma variedade de suplementos de magnésio em diferentes formas, mas o mais importante é avaliar qual é a melhor opção para o seu caso. Consulte um médico ou nutricionista para fazer esta avaliação e indicar em qual forma é melhor consumi-lo e qual a quantidade necessária para o seu caso.

De qualquer maneira, entenda um pouco mais como cada suplemento age no organismo:

  • hidróxido de magnésio — também conhecido como leite de magnésio, é utilizado como laxante e para melhorar a má digestão;
  • cloreto de magnésio — contém 12% de magnésio e permite uma boa absorção do nutriente;
  • óxido de magnésio — contém 60% de magnésio, melhora a digestão e tem propriedades laxantes;
  • glicinato de magnésio — é constituído por magnésio e por glicina, que é facilmente absorvida pelo corpo.

Resumindo

A falta de magnésio pode prejudicar diversas funções em nosso corpo. Portanto, é muito importante estar atento aos sintomas da deficiência e, em caso de identificação com dois ou mais deles, o melhor é procurar um médico ou nutricionista.

Se você procura por uma opção eficaz e segura de suplementação de magnésio, uma boa opção é o Magnésio Marinho. O Magnésio Marinho é produzido através de um processo biotecnológico avançado, que envolve a captação de águas profundas dos oceanos, garantindo extrema pureza!

Ficou interessado? Encontre o Magnésio Marinho aqui!

Aproveite para ler mais artigos sobre saúde e bem estar no Blog da Ocean Drop.

Conteúdo escrito por Thaylise Scotti. Nutricionista pela Universidade do Vale do Itajaí com foco em nutrição funcional, especialista em algas e microalgas. Inscrita no CRN10-4617.

Referências