Qual a melhor vitamina para aumentar a imunidade?

Qual a melhor vitamina para aumentar a imunidade?

Você sabia que um dos fatores mais importantes para o bom funcionamento do sistema imune é a ingestão suficiente de certos nutrientes? Além de ajudarem a preparar melhor o organismo para a invasão de microorganismos, cada estágio da resposta imunológica depende da presença desses componentes. Nesse contexto, as vitaminas e os minerais são considerados grandes protagonistas do crescimento e do bom funcionamento das células imunes! Descubra a seguir qual a melhor vitamina para aumentar a imunidade e ter mais saúde no dia a dia. 

Índice
  • Nutrientes importantes para o sistema imunológico
  • Afinal, qual a melhor vitamina para aumentar a imunidade?

 

Nutrientes importantes para o sistema imunológico

O sistema imunológico é uma rede multifacetada e sofisticada de órgãos, células e tecidos especializados que têm como função principal proteger a integridade e funcionamento do corpo. Dito isso, há 7 nutrientes que podem aprimorar esse sistema melhorando a imunidade:

1. vitamina C

Essa é talvez a vitamina “mais famosa” por ajudar a combater gripes e resfriados e a sua fama tem fundamento. Estudos mostram que a vitamina C exerce uma série de efeitos benéficos nas células do sistema imune inato e adaptativo, além de ser cofator em processos que regulam a resposta imune. Além disso, essa vitamina age como um potente antioxidante que protege o corpo do estresse oxidativo. Diversas pesquisas científicas já mostraram que a vitamina C é sim capaz de prevenir e tratar infecções respiratórias e sistêmicas, melhorando numerosas funções das células imunes. Portanto, conte com ela para melhorar a sua resposta imune contra gripes e resfriados agora ou no próximo inverno. 

2. vitamina D

Pesquisas sobre a vitamina D confirmaram interações importantes entre essa vitamina e as células do sistema imunológico inato e adaptativo. Níveis insuficientes de vitamina D podem levar à desregulação das respostas imunes, portanto monitorar seus níveis pode ser fundamental para manter a imunidade em dia.

Muito além das suas funções clássicas, que é de regular a homeostase cálcio-fósforo, a vitamina D também está associada ao aumento da inflamação e desregulação do sistema imunológico, como diabetes, asma e artrite reumatóide. Um estudo expressou uma observação importante que valida isso: o receptor de vitamina D é expresso pela maioria das células imunes, incluindo linfócitos B e T, monócitos, macrófagos e células dendríticas, portanto essa vitamina tem grande importância para o bom funcionamento do sistema imunológico.

3. vitamina E

Estudos recentes demonstraram que a vitamina E pode aumentar as respostas imunes em humanos e conferir proteção contra várias doenças infecciosas. Além de seus efeitos imunomoduladores, a vitamina E também desempenha um papel importante na carcinogênese devido às suas propriedades antioxidantes contra o câncer e contra a doença cardíaca isquêmica. Devido a esses efeitos, há estudos que comprovam que a suplementação dessa vitamina pode aumentar significativamente as funções imunes mediadas por células humorais em humanos, especialmente em idosos que possuem a imunidade enfraquecida. Sendo assim a vitamina E pode ser uma das melhores vitaminas para aumentar a imunidade.

4. curcumina

Ela não é uma vitamina, mas é um composto polifenólico que exerce efeitos impressionantes sobre a imunidade. A curcumina está presente no rizoma da Cúrcuma Longa,  que é muito utilizada pelos povos orientais há milênios para tratar uma diversidade de doenças. 

Estudos recentes mostram que a curcumina é um poderoso recurso para o tratamento de várias doenças autoimunes como a esclerose múltipla, artrite reumatóide, psoríase e doença inflamatória intestinal. Esse composto fenólico inibe essas doenças do sistema imunológico por meio da regulação de citocinas inflamatórias e de vias envolvidas na resposta imune. Estudos reforçam que a curcumina possui surpreendentes habilidades imunomoduladoras que surgem principalmente da sua interação com vários personagens críticos do sistema imunológico como as células dendríticas, macrófagos e linfócitos B e T. Inclua a curcumina nos seu dia a dia e veja a sua imunidade melhorar!

5. zinco

O zinco é um mineral popularmente conhecido por atuar na melhora da imunidade. Trata-se de um oligoelemento essencial para o crescimento, desenvolvimento e manutenção da função imunológica. Há evidências mostrando que a deficiência de zinco pode afetar as células imunes, resultando em uma defesa alterada do hospedeiro e aumento do risco de inflamação. Portanto consumir uma quantidade adequada desse mineral pode ser crucial para manter a imunidade forte!

Ademais, estudos epidemiológicos relatam que a deficiência de zinco é extremamente comum, afetando até um quarto da população em países em desenvolvimento. Essas populações com deficiência de zinco geralmente correm maior risco de adquirir infecções virais, como HIV ou vírus da hepatite C. Esse dado preocupante nada mais é do que resultado do estilo de vida atual, além de idade e fatores mediados por doenças. Sendo assim o consumo de zinco precisa ser irgentemente estimulado!

6. aminoácidos

Os aminoácidos desempenham papéis centrais em vias vitais para o suporte imunológico e, há uma grande quantidade de vias metabólicas que dependem do fornecimento adequado de aminoácidos específicos. Estudos recentes indicam um papel importante dos aminoácidos nas respostas imunes ao regular: a ativação de linfócitos T, linfócitos B, células natural killer e macrófagos; estado redox celular, expressão gênica e proliferação de linfócitos; a produção de anticorpos, citocinas e outras substâncias citotóxicas.

A boa notícia sobre os aminoácidos é que evidências comprovam que a suplementação dietética de aminoácidos específicos pode melhorar o estado imunológico, reduzindo assim a morbidade e mortalidade. Metionina, arginina, lisina, glutamina e cisteína são alguns deles!

7. beta glucana

Os glucanos fazem parte de um conjunto de moléculas naturais biologicamente ativas que estão ganhando cada vez mais atenção como imunoestimulante. Há estudos expondo que os glucanos são considerados fortes ativadores da imunidade celular, sendo os macrófagos os alvos biológicos mais importantes. Com base em estudos, foi estabelecido que suplementos dietéticos contendo glucanos podem ser um excelente protetor contra infecções pelos seus efeitos imunoestimuladores, antitumorais  e pela ativação de células do sistema imunológico.

Os glucanos, sem dúvida, ocupam uma posição de destaque entre os nutrientes imunomoduladores! Além de tudo, eles são relativamente baratos e possuem um risco baixo de efeitos colaterais negativos. 

Leia também sobre um assunto relacionado: IMUNIDADE INATA E ADAPTATIVA: O QUE É E QUAL A DIFERENÇA

Afinal, qual a melhor vitamina para aumentar a imunidade?

Não há uma única vitamina que seja melhor para aumentar a imunidade, pois como visto nesse artigo, há diversas vitaminas e minerais capazes de melhorar a resposta imune pelos mais diversos mecanismos. Os efeitos de cada nutriente são complementares e todos eles precisam ser consumidos na quantidade certa para reforçar a imunidade de modo eficiente.

Sendo assim, a melhor vitamina para aumentar a imunidade é um suplemento que possua todos os nutrientes importantes para isso na composição. O Immunity Guard é o suplemento para imunidade da Ocean Drop possui tudo que o sistema imunológico precisa para funcionar na sua máxima potência. O Immunity Guard auxilia diretamente no funcionamento do sistema imune pois possui a combinação de vitaminas C, D e E, com zinco, selênio, beta glucana, curcumina, metionina e muito mais! Com o Immunity Guard, você pode manter a defesa do seu corpo sempre em alta.

Nunca foi tão importante cuidar da saúde imunológica como nos últimos tempos e, agora que você já sabe quais vitaminas são indispensáveis para isso, não deixe de incluí-las em sua dieta!

Referências

Conteúdo escrito por Rafaela Galvão, publicitária pela ESPM-SUL e estudante do 7˚ semestre de nutrição na Unisul. Desenvolve projetos de comunicação e produção de conteúdo para a área da saúde desde 2016.

Ficou com dúvida?

Tire suas dúvidas que iremos responder o mais rápido possível