suplementos naturais: chlorella
Chlorella pyrenoidosa em cápsulas da Ocean Drop

Para quem segue um estilo de vida que exclui qualquer produto de origem animal, incluindo os alimentos, a utilização de suplementos naturais é essencial para manter a saúde em dia.

Através do consumo de ovos, leites e carnes são ingeridos alguns nutrientes essenciais. No entanto, mesmo quem pratica o veganismo, não precisa sofrer as consequências da falta deles.

Existem diversas alternativas de suplementos veganos para ajudar a promover uma alimentação adequada e equilibrada. Quer saber quais são e mais sobre o assunto? Continue ligado na leitura!

Aqui você aprenderá:

  • O que é veganismo;
  • Suplementos naturais para veganos.

O que é veganismo

Segundo o grupo The Vegan Society, que criou o termo “veganismo” no ano de 1944, o conceito se explica pela seguinte citação, traduzida do inglês para o português:

“Veganismo é uma filosofia e estilo de vida que busca excluir, na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração e crueldade contra animais na alimentação, vestuário e qualquer outra finalidade e, por extensão, que promova o desenvolvimento e uso de alternativas livres de origem animal para benefício de humanos, animais e meio ambiente.”

Produtos veganos, além de não afetarem os animais, não geram impactos negativos no Planeta Terra e, consequentemente, em ninguém que vive nele, incluindo os humanos.

Suplementos naturais para veganos

Como mencionado previamente, alguns nutrientes essenciais para o correto funcionamento do organismo são encontrados em ovos, leites e carnes. Confira abaixo quais são os suplementos veganos fundamentais para ter uma dieta equilibrada e que ajude a suprir as necessidades do corpo:

Ômega 3

O nutriente oferece diversos benefícios ao organismo por causa dos efeitos anti-inflamatórios que concede. Isso faz com que ele atue como cardioprotetor e ajude a manter a saúde do cérebro e do sistema imunológico também, por exemplo.

Esse ácido graxo essencial não é produzido pelo corpo e, por isso, só pode ser obtido através da alimentação ou suplementação. Suas principais fontes conhecidas são os peixes, como salmão, sardinha e arenque. No entanto, veganos não consomem esses e nenhum outro tipo de animal.

A boa notícia é, que a fonte primária de ômega 3, na verdade, é uma microalga – e existem suplementos extraídos diretamente dela. Os peixes tornam-se fontes apenas porque consomem a Schizochytrium sp na cadeia alimentar e acabam acumulando em seus tecidos o nutriente.

É importante ressaltar que nem todos os suplementos de ômega 3 são extraídos da microalga, existem opções de óleos de peixes (fonte animal) e de óleo de linhaça (fonte vegetal em que a absorção pelo organismo não é feita de forma tão otimizada). 

Vitamina B12

Participar do metabolismo do sistema nervoso, reduzir os riscos de danos ao DNA e ajudar a manter a saúde das células vermelhas no sangue são algumas funções da vitamina B12. Além disso, ela também é importante para a construção muscular e, principalmente, para a saúde geral de idosos.

A falta de vitamina B12 pode causar sérios problemas no organismo, incluindo anemia perniciosa e neuropatias, em que os sintomas se manifestam através do formigamento das pernas, queimação da sola dos pés, dificuldades para andar, incontinência urinária, entre outros.

As fontes desse nutriente na alimentação tem origem animal e incluem os peixes, como salmão, truta e atum, além de fígado, carne de porco, leite e derivados, ovos e ostras. Apesar disso, quem é adepto ao veganismo não precisa sofrer as consequências da falta de B12.

Existem suplementos 100% veganos de vitamina B12 que são muito recomendados por médicos e nutricionistas devido a todos os males que o nutriente pode causar se não estiver presente na alimentação. É importante ressaltar que não existem fontes alimentares vegetais da vitamina.

Spirulina e Chlorella

A dupla de superalimentos do oceano serve como um ótimo complemento alimentar para veganos e vegetarianos. Isso porque a spirulina possui bom teor de ferro vegetal e a chlorella, por sua vez, apresenta vitamina C na composição, que ajuda na absorção do mineral.

O ferro, apesar de estar presente em fontes vegetais, é absorvido melhor pelo organismo quando é do tipo heme, ou seja, de fontes animais.

Nos vegetais, ele se encontra nas opções com folhas verde escuro principalmente, como couve e espinafre. Para otimizar a absorção de ferro vegetal, o ideal é aliar o consumo à vitamina C, que pode ser através da ingestão de uma laranja, por exemplo. 

A falta de ferro no organismo pode acarretar em anemia ferropriva, que tem como sintomas a menor disposição e dificuldade de aprendizagem e concentração. Há casos em que a suplementação isolada do mineral é necessária. 

Proteína de ervilha

Quando se pensa em fontes proteicas, logo é comum se associar aos exemplos animais, como carnes brancas e vermelhas, ovos e leites e derivados. Como suplemento proteico de origem animal, o whey protein é o mais famoso e muito consumido por atletas, 

No entanto, existem fontes de proteínas veganas também. A ervilha, assim como a semente de girassol, a lentilha, o feijão, o seitan, a quinoa, o gergelim, o grão-de-bico, o tofu e até o cacau em pó podem ser consumidos para atingir a recomendação diária do nutriente.

Porém, essa recomendação varia de acordo com o sexo, idade e também objetivos e, por isso, nem sempre é alcançada com tanta facilidade. Os suplementos proteicos veganos são ótimos para auxiliar no fechamento das necessidades.  

O suplemento de ervilha é a opção proteica mais comum, geralmente, em 30 g do conteúdo há 24 g de proteína. Existem alguns com gosto de chocolate ou baunilha, por exemplo, e isso não é um problema. Pesquise uma boa marca e certifique-se que não há nada animal na composição. 

Gostou do conteúdo?

É importante ter em mente que o uso de suplementos naturais veganos não substituem uma dieta equilibrada. Assim, a função deles é apenas regular e suprir um possível desequilíbrio nutricional.

O ideal é consultar com um nutricionista e realizar exames periodicamente. Esse profissional irá lhe orientar sobre um cardápio ideal vegano para não sofrer riscos de saúde.

A Ocean Drop e a Bloom Bits são especializadas em superalimentos do oceano e da terra, respectivamente. Todo o nosso portfólio é vegano! Para acessar o nosso site, clique aqui!

Dúvidas ou sugestões? Deixe nos comentários! Ficamos felizes com a sua contribuição e logo nossa equipe responsabilizada irá respondê-lo(a)!

Siga acompanhando o Blog da Ocean Drop para mais informações sobre nutrição, saúde e bem-estar! Até a próxima!

Conteúdo escrito por Suelen Costa. Nutricionista graduada pela Universidade Federal de Pelotas e pós-graduanda em Nutrição Funcional.