tipos de chlorella: chlorella em cápsula

Você sabia que existem pelo menos 10 tipos de chlorella no mundo? Isso mesmo! No entanto, duas espécies são mais conhecidas e estudadas: Chlorella pyrenoidosa, também chamada de Chlorella sorokiniana, e Chlorella vulgaris.

Essa microalga vem ganhando fama e sendo comercializada como um suplemento nutricional devido seus inúmeros benefícios à saúde, como a capacidade de fortalecer o sistema imune e ajudar o corpo a realizar o detox.

Mas será que existe vantagem no consumo de determinado tipo de chlorella? A resposta mais uma vez é sim – e isso se dá principalmente pelo Fator de Crescimento Chlorella (FCC)

Para saber mais sobre o FCC e qual espécie de chlorella apresenta maior quantidade, fique ligado no conteúdo que escrevemos! Aqui você irá resolver essas dúvidas e conhecer mais um pouco sobre esse incrível superalimento.

Conheça mais sobre a chlorella

A chlorella é uma microalga verde de água doce. De forma esférica, seu tamanho tem cerca de 0-10 μm de diâmetro. Foi a partir dessas características que recebeu o seu nome, já que chloros significa “verde” e ella “pequeno”.

Segundo um estudo de 2018, a chlorella é considerada uma das principais fontes de clorofila do mundo. Contém, inclusive, mais clorofila do que a maioria dos suplementos disponíveis à base do pigmento processado.

Entre os principais benefícios da clorofila, está a sua capacidade de ajudar o corpo a realizar a detoxificação – isso é, eliminar compostos prejudiciais à saúde, que podem causar desequilíbrio hormonal, por exemplo.

As toxinas estão presentes em diversos alimentos, na poluição, nos cosméticos, entre outros lugares. Não é novidade, portanto, que estamos expostos diariamente à elas e precisamos de uma ajudinha extra para eliminá-las. 

Ajudar no detox do corpo é apenas um dos benefícios pelo qual a microalga verde recebe destaque entre os seus consumidores. Além disso, segundo diversos estudos científicos, a chlorella também contribui para:

Tais benefícios são possíveis pelo conteúdo nutricional fantástico da chlorella, que além de clorofila, inclui proteínas, fibras, vitamina B3, vitamina C, vitamina E, fósforo, potássio e o Fator de Crescimento Chlorella, por exemplo.

Fator de Crescimento Chlorella (FCC)

Conhecido internacionalmente como CGF (Chlorella Growth Factor), no Brasil, esse complexo nucleotídeo-peptídeo exclusivo da microalga verde, é chamado de Fator de Crescimento Chlorella (FCC). 

Ele é encontrado nas células da chlorella, e é rico em aminoácidos, peptídeos, vitaminas, minerais e ácidos nucleicos. 

Ele tem participação nos mais diversos benefícios da microalga, como na melhora da capacidade imunitária, seus efeitos anticâncer, antioxidantes e antibacterianos e no auxílio na cicatrização de feridas.

Também foi destacado em estudo sua contribuição para aumentar a proliferação de queratinócitos epidérmicos humanos, que são as células que compõem a pele, as unhas e os cabelos. 

A seguir conheça os tipos de chlorella e descubra em qual deles encontra-se a maior quantidade de Fator de Crescimento Chlorella (FCC).

Tipos de Chlorella

Grande número de análises científicas mostram que nem todas as espécies de chlorella são tão valiosas, e que a maneira como são cultivadas e processadas faz uma diferença enorme no impacto à saúde. 

Como já mencionado, a Chlorella vulgaris e a Chlorella pyrenoidosa (ou sorokiniana) são as mais conhecidas, estudadas e comercializadas. Quanto aos métodos e tratamentos de cultivo, esses são específicos de cada produtor.

Chlorella vulgaris x Chlorella pyrenoidosa (ou sorokiniana)

Ambas espécies oferecem uma nutrição excelente. No entanto, pesquisas indicam que a Chlorella pyrenoidosa tem maior concentração de algumas vitaminas e aminoácidos, como a colina

A Chlorella pyrenoidosa também apresenta maior concentração do Fator de Crescimento Chlorella (FCC), que muitos especialistas em saúde consideram o aspecto mais fantástico da microalga verde.

Além dessas, outras espécies já foram encontradas na natureza, como a Chlorella kessleri, Chlorella minutissima, Chlorella ovalis, Chlorella variegata, Chlorella contortrix, Chlorella marina, Chlorella parisitica, entre outras.

As pesquisas desses tipos de chlorella são limitadas em relação ao consumo humano e inferiores em composição nutricional, por isso é recomendado consumir suplementos à base de Chlorella pyrenoidosa e Chlorella vulgaris.

diferença entre os tipos de chlorella: infográfico

Modo de consumo da chlorella

A chlorella é um superalimento versátil, que, em forma de , pode ser incorporada aos alimentos e receitas, ou consumida de forma mais prática em cápsulas ou tablets. Confira como tomar chlorella a seguir:

Pó: a chlorella pode ser encontrada em um pó fino que se dissolve facilmente na água ou em outros líquidos. Tem sabor intenso, peculiar e terroso. Por isso, pode levar um tempo para acostumar a tomar chlorella em pó.

Cápsulas ou tablets: esse formato é composto essencialmente por chlorella em pó. No entanto, o sabor é muito mais aceitável, pois nem percebe-se ao consumir a microalga.

Gostou do conteúdo?

Saiba mais sobre os benefícios da chlorella e entenda para que serve esse superalimento clicando aqui!

A Ocean Drop é a única empresa no Brasil especialista em nutrição com algas e microalgas. 

Nosso portfólio é exclusivo e oferece benefícios complementares para você viver a máxima reconexão com os oceanos.

A nossa Super Chlorella (Chlorella pyrenoidosa) é segura para o consumo e reconhecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Possui produtor reconhecido, não contém agrotóxicos e nem sofre modificação genética. Importante quando se trata de saúde, não é verdade?!

Além disso, está disponível no formato de cápsulas e tabletes para facilitar o consumo. Ficou interessado? Clique aqui para conferi-la em nosso site! 

Caso tenha dúvidas ou sugestões, deixe nos comentários! Nossa equipe especializada está disponível para respondê-lo!

Siga acompanhando o blog da Ocean Drop para ficar por dentro de assuntos sobre saúde, bem estar e beleza! Até a próxima!

Conteúdo escrito por Suelen Costa. Nutricionista graduada pela Universidade Federal de Pelotas e pós-graduanda em Nutrição Funcional.