10 Dicas de Como Fortalecer o Sistema Imunológico de Idosos

10 Dicas de Como Fortalecer o Sistema Imunológico de Idosos

A preocupação sobre como fortalecer o sistema imunológico de idosos aumentou com a disseminação do coronavírus, já que a terceira idade é o principal grupo de risco para desenvolver complicações graves.

Na verdade, qualquer doença é mais preocupante em idosos, pois envelhecer representa um declínio da função imune, aumentando assim, a propensão de câncer, infecções e doenças auto-imunes, por exemplo.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define que a população idosa seja considerada a partir dos 60 anos. Em 2019, o Brasil tinha mais de 28 milhões de pessoas nessa faixa etária – número superior ao de crianças! Diante desses dados, fica claro a importância de ter conhecimento no assunto! Para isso, continue lendo!

Índice

  • O que é sistema imunológico?
  • É possível saber se o sistema imunológico está fraco?
  • Como funciona o sistema imunológico do idoso?
  • Como fortalecer o sistema imunológico de idosos?
  • Dicas gerais para alimentação do idoso

O que é sistema imunológico?

Muito complexo, o sistema imunológico é composto por milhões de células de diferentes tipos e funções, além de órgãos e moléculas responsáveis por garantir a defesa e o funcionamento adequado do organismo.

Diariamente, o sistema imunológico é responsável por nos proteger contra o ataque de microrganismos, como bactérias, vírus e fungos, parasitas, células cancerígenas, entre outros agentes patogênicos.

É possível saber se o sistema imunológico está fraco?

Quando nossa imunidade está abalada, ficamos propensos à desencadear mais doenças e complicações. Por isso, os principais sinais do sistema imune debilitado são mudanças negativas no estado de saúde, como:

  • amidalite ou herpes;
  • doenças simples, mas que demoram a passar e agravam facilmente;
  • febre e calafrios persistentes;
  • cansaço constante ou falta de disposição para atividades cotidianas;
  • náuseas e vômitos frequentes;
  • diarreia por vários dias;
  • queda acentuada de cabelo.

Como funciona o sistema imunológico do idoso?

O sistema imunológico sofre alterações durante toda a vida. Por sua vez, as mudanças que ocorrem no sistema imune durante o processo de envelhecimento são chamadas de imunossenescência.

A imunossenescência é caracterizada por alterações quantitativas e/ou qualitativas nos componentes celulares e moleculares, que levam a um estado de inadequada atividade do sistema imunológico.

De acordo com um estudo publicado pela Cambridge University Press, o envelhecimento imunológico acontece, principalmente, pela progressiva desregulação decorrente de toda a vida.

Há evidências de que alterações naturais no sistema imune parecem menos importantes do que alterações resultantes de influências ambientais, ou seja, aquelas que dependem das ações que os indivíduos tomam. No próximo tópico, você saberá quais hábitos podem melhorar a imunidade do idoso!

Como fortalecer o sistema imunológico de idosos?

Manter hábitos saudáveis é essencial para garantir um organismo mais forte, capaz de combater doenças e manter a qualidade de vida, inclusive, na terceira idade. Saiba o que é bom para fortalecer o sistema imunológico do idoso com as 10 dicas abaixo:

1. Exercícios físicos

Não é novidade que a prática de atividades físicas faz bem à saúde, não é mesmo? Um dos motivos disso se dá, justamente, por beneficiar o sistema imunológico! Exercícios estimulam a produção dos linfócitos, que são as principais células de defesa que cumprem a função de proteger o organismo.

2. Cuidados com a saúde mental

Estudos das últimas décadas enfatizam a importância do equilíbrio psicológico na imunidade. Para que os idosos mantenham a saúde mental em dia, é interessante que tenham atividades de lazer e, se possível, em grupos para estimular o convívio social. Quando necessário, a ajuda psicológica também deve ser procurada!

3. Atividades que estimulam a autonomia

É comum que os adultos comparem os idosos às crianças, tanto pelas limitações que adquirem ao passar dos anos, quanto pela obstinação que tende a ser apresentada de forma mais acentuada. Por sua vez, ter autonomia também está relacionado à saúde mental e qualidade de vida em idosos.

4. Doenças crônicas sob controle

Hipertensão arterial, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asma e diabetes são doenças crônicas prevalentes em idosos. É importante que, para continuar com o sistema imune fortalecido, a terceira idade siga os conselhos dos médicos responsáveis e tome os medicamentos prescritos regularmente.

5. Não fumar

Fumar enfraquece o sistema imunológico, pois o cigarro possui substâncias químicas que estimulam a produção de radicais livres e aceleram o envelhecimento das células. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, o tabagismo propicia maior chance de adoecer aos fumantes em comparação aos que não fumam.

Captação – Immunity Guard

6. Não beber em excesso

A ingestão de bebidas alcoólicas em excesso acaba tornando a resposta imunológica do organismo menos eficaz, refletindo na queda da imunidade e propiciando o surgimento de infecções e outras complicações. Assim como as demais pessoas, idosos também devem restringir o consumo de álcool.

7. Dormir bem

Dormir bem não considera apenas o total de horas de sono e, sim, a qualidade do tempo de descanso também. Um sono inadequado resulta na diminuição do número e da atuação das células que trabalham para manter o sistema imunológico fortalecido, protegendo o corpo contra vírus, bactérias e fungos.

8. Beber bastante água

Nosso corpo é composto por cerca de 70% de água. O líquido está presente no sangue e nas células, exercendo várias funções vitais e, por isso, beber água adequadamente contribui de maneira significativa para a imunidade. A OMS recomenda a ingestão de 2 litros de água ao dia para a população em geral.

9. Evitar o estresse

Com o estresse constante, o corpo passa a produzir hormônios, como cortisol e adrenalina, de forma suficiente para prejudicar o sistema imunológico. Tais hormônios atuam na inibição da atuação das células de defesa do corpo, fazendo com a imunidade na terceira idade fique enfraquecida.

10. Alimentação saudável

A percepção do olfato e do paladar diminuem na terceira idade, implicando na redução da ingestão de comida. Entretanto, a alimentação é um combustível indispensável para o corpo realizar todas as suas funções e fortalecer a imunidade. Veja os cuidados para serem tomados na alimentação do idoso abaixo!

Dicas gerais para alimentação do idoso

Antes de mais nada, é importante destacar que, para manter a imunidade alta na terceira idade, é preciso incluir uma série de hábitos na rotina, não apenas os alimentos que nós vamos indicar aqui. Confira a lista:

  • Abacaxi, laranja, limão e kiwi;
  • Óleo de fígado de bacalhau, bife de fígado, gema de ovo e atum;
  • Oleaginosas, como pistache, amêndoas e castanha-do-Pará;
  • Farinha de trigo, frango e arroz;
  • Ostras, camarão e peixes;
  • Chocolate, amendoim, nozes e gelatina.

É essencial ter equilíbrio no consumo de cada alimento e levar em consideração as adversidades de saúde que os idosos podem apresentar. Para isso, o auxílio de um profissional de saúde capacitado, como médico ou nutricionista, é fundamental. A explicação para os alimentos citados você encontra acessando o artigo:

8 Dicas para Aumentar a Imunidade Baixa Incluindo as Vacinas

Gostou do conteúdo?

Espero que sim e que tenha entendido como fortalecer o sistema imunológico de idosos. Se ainda ficou com dúvidas, deixa um comentário, logo irei responder! Se o artigo foi útil, não deixe de curtir e compartilhar!

Para continuar por dentro de assuntos sobre nutrição, saúde e bem-estar, siga acompanhando o Blog da Ocean Drop! Toda a semana são compartilhados novos artigos! Até a próxima!

Referências

Ficou com dúvida?

Tire suas dúvidas que iremos responder o mais rápido possível