Principais benefícios do Magnésio

Principais benefícios do Magnésio

Ele é o mineral mais abundante do corpo, mas também é aquele que apresenta os maiores índices de carência na população. Pesquisas estimam que até 30% da população tem níveis baixos de Magnésio. Isso é preocupante, uma vez que esse mineral participa de mais de 300 reações metabólicas no organismo e é por esta razão que o Magnésio oferece tantos benefícios à saúde! Descubra a seguir os principais benefícios do Magnésio e quais são os tipos mais comuns desse mineral. Pois Magnésio não é tudo igual!

Índice
  • O que é Magnésio?
  • Quais são os benefícios do Magnésio?
  • Benefícios dos diversos tipos de Magnésio

 

O que é Magnésio?

Ele é o quarto mineral mais abundante do corpo humano e participa como cofator de mais de 300 reações metabólicas como:

  • processo de síntese de proteínas;
  • produção e armazenamento de energia celular;
  • reprodução e síntese de DNA e RNA;
  • estabilização de membranas mitocondriais.

Além disso, o magnésio também desempenha um papel muito importante na transmissão nervosa, excitabilidade cardíaca, condução neuromuscular, contração muscular, tônus ​​vasomotor, pressão arterial e metabolismo de glicose e insulina. Devido a essas importantes funções, não é de se surpreender que esse mineral tenha grande relevância na prevenção de doenças e manutenção de um bom estado de saúde geral, não é mesmo?

Quais são os benefícios do Magnésio?

Além de servir para inúmeros processos do corpo, o Magnésio proporciona uma variedade de benefícios à saúde. Conheça 12 benefícios desse mineral a seguir.

1. Contribui para a saúde cardiovascular

Há dezenas de estudos relacionando a suplementação de Magnésio à saúde do coração. A maioria das pesquisas nesse sentido demonstram que o Magnésio pode ajudar a diminuir as chances para esse tipo de doença e, esse benefício ocorre principalmente porque o Magnésio melhora os parâmetros de risco para doenças cardiovasculares. Um estudo verificou que a suplementação com esse mineral diminuiu os níveis de triglicerídeos e colesterol LDL, além de aumentar o colesterol HDL.

2. Melhora a qualidade do sono

Estudos que investigaram a relação entre a qualidade do sono e o Magnésio verificaram que esse mineral regula uma variedade de neurotransmissores envolvidos no sono. Atualmente, a maioria dos suplementos que prometem ajudar quem sofre de insônia possui Magnésio na formulação e, de fato, há boas evidências de que esse mineral pode melhorar os parâmetros do sono.

3. Melhora a resistência muscular

O Magnésio responde ao exercício físico de uma maneira bastante conveniente, principalmente para atletas de alta performance. Esse mineral é transportado para os locais onde a produção de energia está ocorrendo em maior intensidade e à medida que o nível do esforço físico aumenta, a necessidade de Magnésio aumenta também. Diversos estudos já verificaram esse mecanismo e encontraram que esse mineral contribui para eliminar o lactato acumulado no músculo. É justamente o lactato que causa a fadiga durante a execução do exercício, portanto o Magnésio pode ajudar a aumentar o tempo até a fadiga muscular, aumentando a resistência do músculo ao esforço.

4. Ajuda no controle da glicose e sensibilidade à insulina no Diabetes tipo 2

Pesquisas expressam que seguidamente a deficiência de Magnésio está presente em pessoas com Diabetes tipo 2. Cerca de 48% dos diabéticos apresentam baixos níveis de Magnésio e, segundo estudos, isso prejudica mais ainda a capacidade do corpo de regular os níveis de glicose de modo eficiente. Uma revisão da literatura verificou que a suplementação com esse mineral pode ajudar aumentando a sensibilidade das células à insulina e portanto auxiliar no controle da glicose. Esse achado mostra que o Magnésio pode ser um bom aliado no manejo do diabetes.

5. Contribui para uma recuperação mais rápida da depressão

Frequentemente a deficiência de magnésio produz algum tipo de neuropatologia e isso inclui a depressão. A depressão é um transtorno de humor caracterizado por uma sensação de inadequação, desânimo, pessimismo e tristeza, no qual esses sintomas perturbam gravemente a vida de uma pessoa. Um estudo supõe que a suplementação de Magnésio pode ser um coadjuvante eficaz no tratamento da depressão. Os resultados mostraram que em torno de 7 dias a suplementação com altas doses desse mineral já causou melhora nos sintomas da depressão na maioria dos pacientes.

6. Oferece proteção contra certos tipos de câncer

Uma meta-análise mostrou que a suplementação de Magnésio oferece um efeito preventivo significativo contra o câncer, especialmente o câncer colorretal em mulheres. Outro estudo verificou que o magnésio pode reduzir o risco de câncer de pulmão, atuando sobre a proliferação celular, inflamação e preservando a função pulmonar.

7. Ajuda no manejo do estresse e ansiedade

Alguns estudos investigaram a relação do Magnésio com os principais mediadores da resposta fisiológica ao estresse. Os resultados mostram que esse mineral tem um papel importante na regulação da resposta neuronal ao estresse, por isso o Magnésio pode ser essencial para gerenciar o estresse, além de evitar as chances de desenvolvimento da ansiedade. Esses achados são animadores pois o estresse se tornou um dos problemas mais comuns da vida moderna. 

8. Ajuda no crescimento e manutenção óssea

Os nutrientes geralmente atuam de forma coordenada no organismo e por isso o metabolismo e absorção de um determinado nutriente depende da disponibilidade de outros. É isso que acontece com o Magnésio e a vitamina D. Estudos mostram que ambos são essencialmente necessários para as funções fisiológicas de diversos órgãos. O magnésio promove a ativação da vitamina D, que ajuda a regular a homeostase do cálcio e do fosfato para influenciar o crescimento e a manutenção dos ossos. É uma reação em cadeia e, sem Magnésio, não há ativação eficiente de vitamina D e portanto a regulação do cálcio e do fosfato pode não ser a mais adequada. Isso impacta diretamente na saúde óssea.

9. Auxilia no tratamento de distúrbios respiratórios

Prevenir doenças é um dos principais benefícios do Magnésio e, no contexto da prevenção, esse mineral demonstra ser excelente para prevenir distúrbios respiratórios. Estudos clínicos mostram que o Magnésio pode ser benéfico no tratamento de doenças relacionadas ao pulmão, como asma e pneumonia. O mecanismo desses benefícios está nos efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes e na ação de relaxamento da musculatura lisa brônquica provocada pelo Magnésio.

10. Ameniza os sintomas de TPM

Quem não conhece alguma mulher que sofre muito com sintomas de TPM todos os meses? Esse desconforto todo não se deve somente às flutuações hormonais! Alguns estudos sugerem que os níveis de magnésio também oscilam ao longo do ciclo menstrual e isso possivelmente contribui para intensificar os sintomas de TPM. Nesse contexto, um estudo verificou que a suplementação diária com Magnésio ajudou a diminuir alguns dos principais sintomas de TPM como enxaqueca, tristeza e ansiedade. Esse achado mostra que os suplementos desse mineral podem amenizar a intensidade dos sintomas da tensão pré menstrual.

11. Combate a inflamação

É por meio dos níveis de proteína C reativa (PCR) que conseguimos verificar o nível de inflamação do organismo. Foi por este marcador inflamatório que um estudo verificou que a suplementação de Magnésio gerou uma diminuição nos níveis de PCR dos participantes, ou seja, o Magnésio diminuiu a inflamação. Sabe-se que a inflamação tem um papel chave no envelhecimento e no surgimento de todas as doenças crônicas atuais. Sendo assim, os suplementos de Magnésio podem exercer uma função benéfica relevante no cenário da inflamação crônica.

12. Contribui para a perda de peso na obesidade

Uma pesquisa mostrou que a suplementação com Magnésio causou uma redução significativa no IMC de pessoas obesas. Além desse resultado, o estudo mostrou também uma diminuição expressiva no peso e na circunferência da cintura daqueles participantes com obesidade e distúrbios relacionados à insulina e/ou hipertensão. Esses achados se devem possivelmente ao potencial antiinflamatório do Magnésio e mostram que esse pode ser um mineral chave no tratamento da obesidade.

Leia também: SUPLEMENTO DE MAGNÉSIO: 5 BENEFÍCIOS QUE VOCÊ NÃO CONHECE

Benefícios dos diversos tipos de Magnésio

Magnésio não é tudo igual! Aliás, muito pelo contrário, existem diversos tipos de Magnésio e cada um possui uma aplicabilidade diferente. Há 8 tipos principais de Magnésio e os benefícios de cada um você conhece a seguir.

1. Óxido de Magnésio

Essa forma de Magnésio é bastante popular e muito conhecida por ajudar a melhorar sintomas de constipação, azia ou indigestão. Um estudo mostrou que a administração de óxido de magnésio teve uma taxa de resposta 70% para melhora geral dos sintomas de constipação. A suplementação com esse mineral melhorou o movimento intestinal espontâneo, a forma das fezes, o tempo de trânsito colônico, os sintomas abdominais e a qualidade de vida.

2. Glicinato de magnésio

Também conhecido como bisglicinato de magnésio, essa forma de Magnésio é muito conhecida por promover um estado consistente de relaxamento. Por esta razão, alguns estudos mostram que o glicinato de Magnésio é um ótimo aliado para se ter boas noites de sono, pois ele propicia uma melhora geral na qualidade do sono.

3. Citrato de Magnésio

O citrato de Magnésio é um dos tipos desse mineral mais biodisponíveis. De acordo com estudos ele é bastante adequado para melhorar a deficiência de Magnésio como também para melhorar o trânsito intestinal.

4. Cloreto de Magnésio

Esse tipo de Magnésio é bastante utilizado para corrigir carências desse mineral devido a sua boa biodisponibilidade. Essa forma também é utilizada topicamente, pois segundos alguns estudos ele possui a capacidade de ser absorvido pela pele. No entanto, não há diferença relevante entre os efeitos desse Magnésio usado oralmente ou topicamente.

5. Lactato de Magnésio

O lactato de Magnésio é um complexo de ácido lático com Magnésio e, os estudos mostram que ele é facilmente absorvido no intestino. Esse tipo de Magnésio é muito utilizado como ingrediente para reduzir a acidez nas formulações de alimentos.

6. L-treonato de Magnésio

Esse Magnésio é bastante conhecido pelos benefícios ao cérebro. O uso de Magnésio L-treonato já foi associado em estudos à melhora de memória e melhora de desempenho de pessoas com TDAH e, até mesmo, à diminuição do comprometimento cognitivo em idosos em outros trabalhos científicos.

7. Sulfato de Magnésio

Popularmente conhecido como “Sais de Epson”, o sulfato de Magnésio serve principalmente para aliviar dores musculares. Esse mineral é polvilhado em água e o músculo dolorido é imerso nessa mistura. No entanto, estudos não mostram eficiência consistente sobre seus efeitos.

8. Malato de Magnésio

Um composto de Magnésio e ácido málico, o malato de Magnésio serve principalmente para melhorar os níveis desse mineral no corpo. Alguns estudos mostram que a grande vantagem desse tipo de Magnésio é que ele corrige a carência de Magnésio sem causar efeitos colaterais gastrointestinais, que são típicos da suplementação desse mineral.

A orientação do nutricionista ou de um médico é indispensável para saber qual tipo de Magnésio é mais adequado para você!

Agora que você já conhece os benefícios do Magnésio, não deixe de verificar se você não está dentro daqueles 30% de pessoas que possuem baixos níveis desse mineral. A suplementação com Magnésio pode impactar significativamente a sua saúde, energia e disposição. Para isso, aqui na Ocean Drop você encontra o Suplemento de Magnésio Marinho Puro, extraído das profundezas do oceano.

Referências

Conteúdo escrito por Rafaela Galvão, publicitária pela ESPM-SUL e estudante do 7˚ semestre de nutrição na Unisul. Desenvolve projetos de comunicação e produção de conteúdo para a área da saúde desde 2016.

Ficou com dúvida?

Tire suas dúvidas que iremos responder o mais rápido possível