Suplemento de Magnésio: 5 benefícios que você não conhece

Suplemento de Magnésio: 5 benefícios que você não conhece

 A suplementação do magnésio já é bastante conhecida para melhorar o sistema imune e a recuperação muscular. Além disso, é bastante usada como adjuvante para tratar ansiedade, a resistência à insulina e outras patologias. Mas você já sabia que o magnésio é um dos elementos mais importantes para o corpo humano? O mineral é o 4º elemento mais abundante no corpo.

É incrível que os cientistas estão constantemente pesquisando e conhecendo cada vez mais sobre o magnésio e suas atribuições em nosso organismo. Trouxemos para você os 5 benefícios que precisa saber sobre a suplementação de magnésio!

Índice
  • O que é e para que serve o magnésio?
  • 5 benefícios do suplemento de magnésio

 

O que é e para que serve o magnésio?

Em nosso organismo, o magnésio está envolvido em todas, isso mesmo, em todas as vias metabólicas e bioquímicas como ativador ou cofator. Até o momento, foi relatado que em 600 enzimas o magnésio atua como cofator e em 200 ele é ativador.

A homeostase é uma condição corporal que ocorre quando todo o organismo está operando em harmonia e equilíbrio. O corpo segue uma busca diária e incessante para manter a homeostase, fazendo compensações e priorizando o que é vital. Vários fatores podem comprometer a qualidade do funcionamento do corpo, como o fornecimento de energia de má qualidade, excesso de estresse, falta de manutenção, entre outros.

O magnésio é necessário em diversas funções vitais, como para formar os ossos, realizar atividades neuromusculares, participar do metabolismo da glicose, dos lipídios e das proteínas, atuar na estabilidade de DNA e RNA e ajudar a proliferar e regenerar células. 

Sua relevância segue na síntese de vitamina D até a geração de energia através da contração e do relaxamento muscular. A regeneração dos músculos também é garantida com o auxílio do magnésio.

Podemos obter até 10% do magnésio necessário por dia através da água potável, se ela tiver concentrações suficientes do mineral. O restante pode ser obtido pela dieta do dia a dia quando consumimos alimentos que contenham magnésio. São exemplos de boas fontes: vegetais verdes, cereais integrais, nozes, sementes e algumas carnes. A suplementação de magnésio é útil quando o corpo não consegue absorver o mineral ingerido pela dieta, se a ingestão não for suficiente ou se o corpo precisa de maiores doses devido a alguma doença. 

Vários fatores podem afetar a dosagem de magnésio no nosso corpo, podendo ocasionar a deficiência, como os hábitos alimentares, disfunção metabólica, patologias ou medicamentos.

Em casos de carência de magnésio, o uso da suplementação será providencial. Quer saber quais os benefícios de suplementar o magnésio? Continue aqui para conhecer mais sobre as melhorias que a suplementação pode proporcionar a sua saúde.

5 benefícios do suplemento de magnésio

1. Asma

É uma doença pulmonar crônica caracterizada pela inflamação das vias aéreas. Os sintomas de falta de ar, aperto no peito, sibilo e tosse podem variar na intensidade e frequência. Em crises agudas, o medicamento broncodilatador é o tratamento padrão.

Em um ensaio clínico foi observado que o uso adicional de sulfato de magnésio em pacientes com resistência à terapia padrão apresentou bons resultados. O magnésio atua no relaxamento dos brônquios, que tem fibras musculares na constituição. No estudo, a ação do sulfato de magnésio em nebulizadores pode aumentar a resposta aos medicamentos e a regulação dos receptores. 

2. Parkinson e Alzheimer

O funcionamento normal do sistema nervoso central depende de níveis adequados de magnésio. Muitos sintomas neuromusculares e psiquiátricos foram observados na presença da deficiência de magnésio no organismo.

A doença de Parkinson, por exemplo, é caracterizada pela perda de neurônios na região cerebral responsável pela coordenação motora, cognição e emoções. A ação do magnésio foi considerada bastante relevante em um estudo sobre doenças neurológicas. Ele foi capaz de inibir o acúmulo de metais pesados, protegendo os neurônios e prevenindo a neuroinflamação.

O Alzheimer é outra doença também neurológica em que a perda de transmissores neurológicos afeta inicialmente as funções cognitivas. 

A suplementação do treonato de magnésio em outro artigo sobre Alzheimer demonstrou ter melhor acesso na região cerebral. O efeito da suplementação foi benéfico, amenizando a inflamação e a atrofia cerebral.

3. Doenças cardiovasculares

O papel do magnésio no funcionamento muscular é muito importante. E você sabia que o coração é um músculo? O sistema cardíaco opera a partir da contração e do relaxamento do coração. É esse movimento muscular sincronizado que impulsiona o sangue para todas as regiões do corpo. O magnésio expôs melhoras nos estudos científicos sobre a circulação sanguínea, reduzindo a resistência vascular por meio da vasodilatação. 

O estado de deficiência de magnésio pode propiciar o desenvolvimento de:

  • doenças da artéria coronária;
  • aterosclerose;
  • calcificação vascular;
  • hipertensão; 
  • pré-eclâmpsia;
  • arritmia;
  • infarto do miocárdio.

4. Sintomas da TPM

O corpo da mulher foi projetado e preparado para lidar com as oscilações hormonais de acordo com os ciclos e períodos da vida, como a menstruação, a gravidez e a menopausa. Dentro do contexto atual, os sintomas da TPM têm gerado impactos negativos no dia a dia da mulher, comprometendo suas atividades e deveres. 

A suplementação de magnésio com a vitamina B6 mostrou efeitos benéficos   no grupo de mulheres que apresentavam diversos sintomas de TPM. Elas participaram da comparação da suplementação em paralelo com o placebo. O óxido de magnésio, em particular, reduziu significativamente os sintomas de retenção de água, dor mamária e distensão abdominal após a suplementação por 2 meses. 

5. Depressão

A causa da depressão apresenta múltiplas associações, assim como o magnésio, que também está presente em várias regiões cerebrais. Em especial, sua ação na região do sistema límbico, local responsável pelas emoções e comportamentos, relaciona sua possível conexão com a depressão.

Apesar de não existir um exame com marcadores laboratoriais para detectar a depressão, essa doença psiquiátrica é caracterizada por um desequilíbrio bioquímico neurológico. Esse descompasso deve ser ajustado com a medicação orientada pelo seu médico. O tratamento também precisa envolver outras ações, como a psicoterapia e mudanças do estilo de vida. Por ser uma doença que atinge cada vez mais indivíduos, os estudos sobre outras ferramentas que possam auxiliar no tratamento estão em constante atualizações. Devido à associação do magnésio com os neurotransmissores, sua ação neurológica tem sido desbravada. 

Na prática das pesquisas científicas foi observada a capacidade do magnésio em modular e regular os hormônios cerebrais, como a cortisol e serotonina, justamente os hormônios que ficam desregulados na maioria das pessoas com depressão.

Inclusive, o magnésio aumenta participa de melatonina, auxiliando na modulação do sono. Essa modulação hormonal foi sugerida pelos pesquisadores como uma forma eficaz para agir em conjunto com outras abordagens clínicas no tratamento da depressão. 

Gostou do conteúdo sobre o magnésio?

É incrível como um único suplemento pode auxiliar e melhorar a qualidade de vida em episódios tão distintos, não é mesmo? Aqui na Ocean Drop você encontra o Suplemento de Magnésio Marinho puro, extraído das profundezas do oceano.

Navegue no site da Ocean Drop para conhecer outros suplementos e seus poderes. Aqui no Blog você encontra muitos conteúdos sobre nutrição, qualidade de vida e suplementação.

Referências:

Conteúdo escrito por Vitória C. Diehl, cozinheira chef pela univali e estudante do 7˚ semestre de nutrição na Unopar. Atua na área de gastronomia desde 2012 e produção de conteúdo para área da saúde desde 2021.

Ficou com dúvida?

Tire suas dúvidas que iremos responder o mais rápido possível