saúde dos osso: capa

Você sabia que a saúde dos ossos depende da interação entre fatores relacionados ao ambiente em que se vive, assim como ao estilo de vida, hereditariedade e nutrição do organismo?

Por isso, a alimentação é parte fundamental, totalmente passível de adaptação e mudança, quando pensamos em desenvolvimento e manutenção da massa óssea. 

Diversos nutrientes contribuem para manter a saúde dos ossos em dia, atuando na prevenção, retardação ou minimização de danos de algumas doenças – como é o caso da osteoporose.

Então, ficou interessado e quer saber mais? Continue ligado na leitura do conteúdo! Aqui você descobrirá informações acerca desse assunto tão importante para obtenção de uma boa qualidade de vida.

Efeitos do envelhecimento sobre a saúde dos ossos

Naturalmente, o envelhecimento vem acompanhado de perda de massa óssea. É, em média, a partir dos 30 anos de idade que observa-se essa redução. Ainda, em mulheres, a perda é acelerada após a menopausa.

O pico de massa óssea (PMO) consiste na quantidade máxima de massa óssea que uma pessoa apresenta durante a vida – e esse é um dos principais determinantes na condição da saúde dos ossos na senescência.

Indivíduos que atingem um elevado pico de massa óssea, terão, na idade adulta e no envelhecimento, um menor risco de desenvolver doenças relacionadas à saúde dos ossos, como a osteoporose.

Prevenindo a osteoporose

A osteoporose é uma doença silenciosa, caracterizada pelo acentuado decréscimo de massa esquelética, o que torna o indivíduo portador mais suscetível à quedas e fraturas.

Um artigo publicado na Revista Brasileira de Reumatologia em 2017 relatou que ela é a principal causa de quebras nos ossos na população acima dos 50 anos de idade.

Preveni-la é, sim, possível! Para isso, deve-se considerar todos os aspectos que influenciam na quantidade de massa óssea, incluindo fatores ambientais, hereditários, relacionados ao estilo de vida e nutricionais.

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas e açucaradas, assim como de cafeína e sal, impacta negativamente na saúde dos ossos. Ainda, o tabagismo é considerado como sendo prejudicial.

Por outro lado, o exercício físico regular e uma dose diária de exposição ao Sol tem impacto positivo na densidade óssea. A ingestão de certos nutrientes também é muito importante, como você verá a seguir!

Nutrientes para consumir e manter os ossos fortes

Como principais nutrientes relacionados à saúde dos ossos pode-se citar: cálcio, fósforo e vitamina D. Porém, potássio, magnésio, vitaminas K e A e sódio estão sendo cada vez mais sugeridos como essenciais.

Um estudo clínico realizado com mulheres na menopausa, relatou observar efeitos positivos na prevenção de fraturas e aumento da densidade óssea após a suplementação de magnésio, por exemplo.

Além das vitaminas e minerais citados, proteínas e  lipídios também entram para a lista de nutrientes que contribuem para manter o metabolismo ósseo normal e saudável.

Uma alimentação completa e equilibrada em macronutrientes e micronutrientes é essencial para ter os ossos fortes. Você pode consultar um nutricionista para obter acompanhamento individualizado.

Cuidados especiais no envelhecimento

A prática de hábitos saudáveis ao longo de toda a vida é favorável quando se trata da otimização do desenvolvimento do pico de massa óssea e, portanto, da boa saúde dos ossos no envelhecimento.

Uma alimentação adequada, bem como a exposição diária ao Sol e a realização de exercícios físicos rotineiramente, fazem parte dos cuidados fundamentais.

No entanto, mesmo que hábitos inadequados tenham sido praticados em maior parte da vida, é possível retardar ou minimizar os efeitos em uma idade mais avançada com as devidas correções.

A prática de atividades físicas, mesmo em idosos que costumavam ser sedentários, torna-se fundamental, assim como uma alimentação em conformidade.

Nesses casos, após todos os ajustes necessários, é preciso também avaliar a necessidade de suplementação, que pode ser de cálcio e vitamina D, por exemplo, ou dos demais nutrientes já citados  e que estejam em deficiência.

É fundamental enfatizar que a saúde óssea é decorrente de diversos fatores. Uma pessoa que utiliza suplementação, mas ingere excesso de álcool, cafeína e bebidas açucaradas, pode ter prejuízos igualmente.

É preciso olhar a base do iceberg e não apenas a ponta. Todas as condições mencionadas estão interligadas e formam uma teia de influências sobre a saúde dos ossos.

Gostou do conteúdo?

A Ocean Drop é a única empresa no Brasil especializada em superalimentos à base de algas e microalgas. Para conferir nosso portfólio exclusivo, acesse nosso site!

Nosso Cálcio de Algas é 100% vegetal e apresenta na composição vitamina K, vitamina D, entre outros micronutrientes, que ajudam a potencializar a sua absorção.

Além disso, possui produtor reconhecido, não contém agrotóxicos e nem sofre modificação genética. Ficou interessado? Conheça mais sobre ele aqui!

Caso tenha ficado com alguma dúvida, deixe nos comentários! Ficamos felizes com sua contribuição e logo nossa equipe responsabilizada responderá!

Para continuar por dentro de mais assuntos sobre saúde, bem estar e qualidade de vida, siga acompanhando o nosso blog! Até a próxima!